banner_topo_universidade -  Portal campo grande - Seu guia virtual de produtos e serviços na internet.

Notícia

29/04/2021 | Empréstimo

Quando VALE A PENA fazer um empréstimo com o banco.

O brasileiro está acostumado a viver no vermelho, sendo uma realidade bem comum para muitas pessoas. Mas, há quem queira quitar de vez essas dívidas, seja reduzindo os custos ou até mesmo pedindo um empréstimo do banco.

 

Mas, conforme notícias do site www.nodetalhe.com.br/, o processo para conseguir dinheiro do banco ainda gera muitas dúvidas em quem possui interesse, sejam pelas taxas, como é feito o procedimento e principalmente, quando é o momento ideal de solicitar esse serviço.

 

 

Veja aqui algumas dicas sobre quando realmente vale a pena entrar com toda a papelada, quais são os empréstimos mais comuns e os cuidados necessários.

 

Quais são os tipos de empréstimo?

 

Primeiro, é interessante que você saiba quais são os tipos de empréstimos mais comuns. São eles:

 

Empréstimo consignado: as parcelas são descontadas diretamente da folha de pagamento ou da aposentadoria do indivíduo;

 

Empréstimo pessoal: o processo e contrato é feito direto com o banco e a pessoa contratante;

 

Empréstimo pessoal com garantia: parecido com o anterior, porém, a empresa tem como garantia algum bem do contratante como certeza do recebimento;

 

Cheque especial: muito conhecido, ele é um limite pré-aprovado do qual o cliente usa de forma automática quando gasta mais do que possui em sua conta corrente;

 

Financiamento: o uso do dinheiro é aprovado pelo cliente e pela instituição contratada, sendo que só pode ser usado para quitar algo pré determinado, geralmente sendo um carro ou um imóvel, sendo este mesmo bem que está financiado, a garantia do pagamento.

  •  

Quando vale a pena fazer um empréstimo com o banco?

 

Uma dúvida comum para as pessoas que estão pensando em realizar essa ação, é importante destacar que vale a pena contratar esse serviço quando é para pagar uma dívida, sendo que nesse caso, você deve gastar menos.

 

Por exemplo, se você está devendo dinheiro para o banco, onde os juros em específicos estão passando de 300% durante o ano, pode ser que, nesse caso, você esteja negativado em R$200 pelo período de um ano, assim, essa dívida acabará se tornando em mais de R$800.

 

 

Dessa forma, é interessante pedir por um empréstimo pessoal, que poderá chegar a apenas um quinto dessa quantidade.

 

Os juros não são a única configuração que você deve ter em mente ao fazer um empréstimo, na verdade, é interessante ficar de olho no CET, que é o Custo Efetivo Total.

 

Nele, geralmente estão já incluídos, além dos juros, o IOF, o valor do seguro, demais tributos, registros e várias outras despesas que normalmente estão embutidas no contrato assinado.

 

O valor do IOF é de 0,38% no valor total, porém, o valor de mais uma porcentagem de 0,0082% também é calculado segundo o prazo de pagamento que foi estabelecido.

 

 

Independente de qual seja o empréstimo que você possui interesse em contratar, é sempre importante que veja quanto será o valor por mês e se ele caberá em seu bolso, do contrário, é necessário pensar em demais alternativas.

 

Os empréstimos que também ganham destaque por entre os contratantes é para o financiamento de uma casa ou de um imóvel, itens de longo prazo e que podem melhorar a vida do indivíduo, como por exemplo, para sair do aluguel e investir em algo que será dele no futuro.

 

Quanto de valor posso pagar mensalmente?

 

Uma pergunta que também permeia a cabeça das pessoas que estão com problemas financeiros ou pensando em fazer uma dívida grande, como na compra de um carro ou apartamento, é sobre quanto de renda é indicado de se pagar mensalmente.

 

      

 

Conforme muitos especialistas dizem, é sempre ideal que se tenha uma certa quantidade de dinheiro guardado, porém, essa não é uma realidade muito comum em nosso país.

 

Nesse caso, quando não se tem uma reserva, é recomendado que o indivíduo comprometa apenas 30% ou menos da sua renda mensal com o empréstimo.

 

Valores acima dessa quantia podem ser perigosos, principalmente porque o não pagamento pode gerar nome sujo no mercado e mais problemas monetários.

 

Como saber quando o empréstimo não vale a pena?

 

Há pessoas que querem fazer a contratação do empréstimo por motivos supérfluos, como é o caso de compra de roupas, de móveis ou de eletrônicos.

 

Esses itens podem ser de importância maior ou menor para cada um, porém, vale a pena pensar duas vezes antes de se comprometer com o pagamento de algo não essencial em sua vida.

 

 

Os juros costumam ser bem mais altos do que o previsto, além de que podem crescer sem controle para aqueles que não tem um bom planejamento financeiro.

 

Dessa forma, é interessante economizar de forma prévia e depois fazer esse investimento, sem acumular dívidas.

 

No caso de ainda restarem dúvidas sobre quando ou não fazer um empréstimo em um banco, vale a pena conversar com especialistas no assunto, visto que com certeza podem existir várias maneiras que você nem imaginou que existissem, além de que muitas delas podem ter juros reduzidos e soluções mais práticas.

 

Tenha calma e paciência antes de se comprometer com dívidas além do esperado.



Autor: www.nodetalhe.com.br
  • 29/04/2021 | Empréstimo -  Portal campo grande - Seu guia virtual de produtos e serviços na internet.

PUBLICIDADE

Drogaria do Povo Import Mania Rei do Gado Gourmet Congresso do Chopp Sport West  Arte e Mania Jucéia Barbosa Americanas

Central de Atendimento

Email: contato@portalcg.com.br ======>Whatsapp<======
  • (21)9646-81547
  • Avenida Maria Teresa, 260
  • Bloco 1 - Sala 513, Campo Grande, 23050160
  • Rio de Janeiro - RJ
© 2021 - PortalCG - Todos os direitos reservados.